segunda-feira, novembro 06, 2006

Fadas e bruxas..

Quem tem medo de papões e de papoas
ainda não chegou à conclusão
que as bruxas más às vezes são boas
e as fadas boas não

As bruxas são como as pessoas
e as pessoas são como são
se gostam delas, elas são boas
se não é, claro que não

Às vezes más, às vezes boas
e o lobo, o polícia e o papão
também calha gostarem das pessoas
depende da disposição

(As Bruxas, do Bando dos Gambozinos; música de Suzana Ralha e letra de Manuel António Pina)

Sempre que se trata de fadas e bruxas, esta canção vem-me à memória :)
E ultimamente muito mais desde que a S. começou a relatar as aventuras da fadita que lhe ofereci. Vejam aqui e digam-me lá se ela não é uma fada como deve ser :D

Este fim-de-semana a bruxita da outra S. fez sensação na feira da Bela Vista. É uma bruxa simpática e afável ;)

7 Comments:

Blogger Escalla said...

lol que música gira, não conhecia, deixa ver se descolo um MP3! :P

De resto a fada tem tido mais umas aventuras, mas tem-me faltado a inspiração para tirar fotos decentes.

terça-feira, 07 novembro, 2006  
Blogger Witchie said...

Adoro essa música, lembra-me tanto tanto os anos idos! Ainda lá tenho o vinil e a música roda sem problemas cá dentro da cabeça... essa e outras! :) Obrigada pela recordação despertada *

segunda-feira, 13 novembro, 2006  
Blogger Marta Figueroa said...

:D
eu tenho esta e tantas outras que também rodam sem problemas ;)
estas músicas são das que entram na cabeça e não saiem mais :)
obrigada pela visita e comentário!

segunda-feira, 13 novembro, 2006  
Anonymous Francisco said...

deparei-me com o poema numa busca pelo google. foram tantas as vezes que eu cantei isso... O Beco era (e é) algo de fenomenal, parte do meu imaginário infantil. Que saudades tenho de andar por aí a gambozinar e a cantar o que a Ana queria.

Muito siso, pouco tino.

terça-feira, 27 fevereiro, 2007  
Blogger Marta Figueroa said...

Muito siso, pouco tino, de certeza é Gambozino :)
obrigada por deixares um comentário :)

quarta-feira, 28 fevereiro, 2007  
Anonymous francisco said...

ora essa, o prazer foi todo meu.

A Ana quer
nunca ter saído da barriga da mãe
cá fora está-se bem
mas na barriga também era divertido
o coração ali à mão
os pulmões ali ao pé
ver como a mãe é
do lado que não se vê

O que a Ana mais quer ser
quando for grande e crescer
é ser outra vez pequena
não ter nada que fazer
não ser pequena e crescer
de vez em quando nascer
e voltar a desnascer
a Ana quer...

segunda-feira, 12 março, 2007  
Anonymous Ana said...

Esse cd tem musicas fantásticas, mas já andei à procura dele e não o encontro, não me sabem dizer como posso ter acesso a estas músicas?

Obrigada,

Ana

segunda-feira, 29 setembro, 2008  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Counter
Free Web Counter